7 brincadeiras nostálgicas dos anos 90 para fazer com as crianças em quarentena

1-Amarelinha

Com um graveto ou giz faça um desenho no chão de casa mesmo. Para te relembrar das regras cada jogador precisa de uma pedrinha ou tampinha. Quem começar joga a pedrinha na casa marcada com o número 1 e vai pulando de casa em casa, partindo da casa 2 até o céu ou o outro lado do desenho. Lembre-se só é permitido pôr um pé em cada casa.

2-Adedonha

A dinâmica do jogo é simples em um papel cada participante deve escrever nome, cor, animal, frutas e outros temas definidos pelo grupo. Depois de sorteada uma letra entre os jogadores e começa a primeira rodada. Cada participante deve responder cada tema com a letra que foi sorteada. Quem responder todos os temas primeiro, grita “Adedonha!”, os demais jogadores devem parar de responder no exato momento. Por fim, deve conferir a validade da resposta de cada tema. Pontuação: 0 pontos resposta inválida, 5 resposta válida repetida e 10 resposta válida única.

3-Cabo de guerra

Se você tem espaço em casa é uma ótima brincadeira para as crianças. Até um lençol velho ou uma toalha pode virar um cabo de guerra em casa. Cada competidor é alinhado ao longo de um cabo. Marque uma linha central. As duas equipes começam a competição. Quem conseguir puxar o adversário para o outro lado ganha a competição.

4- Jogo da velha

Nesse jogo só há dois jogadores. Numa folha de papel desenhe o tabuleiro com três linhas por três colunas. Cada jogador escolhe uma marcação círculo (O) e um xis (X). Os jogadores marcam alternadamente, uma marcação por vez, o seu respectivo símbolo. O objetivo é conseguir três círculos ou três xis em linha, quer horizontal, vertical ou diagonal.

5-Adoleta

Os participantes fazem formação em roda, batem a mão do outro participante e cantam a música “Adoleta”.

6-Forca

O jogador precisa acertar qual é a palavra proposta, tendo como dica o número de letras e o tema ligado à palavra. A cada letra errada, é desenhada uma parte do corpo do enforcado.

7- Esconde-esconde

Conhecido também como pique-esconde ou escondidas. Uma pessoa fica com os olhos fechados contando até certo número combinado com os participantes. O restante do grupo se esconde. Quem se escondeu deve voltar ao lugar onde a primeira pessoa contou e bater no ponto de partida, e dizer a frase: “1, 2, 3! (nome de quem bateu)” para se salvar. Quem for pego e não conseguir bater no ponto de partida será o próximo a contar.

Texto| @kesiapaos| Késia Paos