7 curiosidades sobre a série Weet Tooth da NetFlix

01| Parkour

Para interpretar o gus, o ator Christian Convery fez alguns treinos de parkour e acabou virando fã da modalidade.

02| Quadrinhos da DC

A série televisiva é uma adaptação da série de HQs Sweet Tooth, escrita por Jeff Lemire e publicada na DC comics.

03| Enredo

A trama se passa em um mundo pós apocalíptico no qual grande parte da humanidade foi morta pela pandemia de um vírus que ficou conhecido como Flagelo, contudo, após essa pandemia, algumas crianças acabaram nascendo como híbrido, isto é, metade humanos e metade animais.

04| Orelhas de Gus

As orelhas do personagem principal são mecânicas, manipuladas por controle remoto. Em entrevista, o profissional disse ter se inspirado por Jim Henson, criador dos famosos Muppets.

05| Sweet Tooth quase foi um problema para a Netflix

As cenas que envolvem a pandemia na série parecem extremamente familiares para os espectadores, que vivem uma pandemia real há mais de um ano. Contudo, a série não foi baseada no coronavirus, tampouco foi gravada por conta da pandemia, pois as gravações começaram início de 2019, mas foram interrompidas por baste tempo por conta disso e a Netflix teve receio sobre a recepção do público, devido o cenário atual.

06| As HQs são mais tensas

A estética dos personagens e dos cenários nos quadrinhos é bem perturbadora, diferente da série, onde os híbridos possuem uma aparência fofa, mas os temas como ética, humanidade e bem comum, ainda estão presentes.

07| Preocupação com os detalhes

Os produtores queriam que o visual dos personagens fossem o mais realistas possível. Os bebês híbridos são bonecos e o híbrido Bobby é um robô.

Texto redigido por @GabiLeaoDisney