7 Curiosidades sobre o filme Branca de Neve e os sete anões

1| Custou bem mais caro que o esperado

Branca de Neve e os Sete Anões foi o primeiro longa-metragem de animação da história. O orçamento inicial era de 150 mil dólares, mas o filme acabou custando ao estúdio uma quantia de 1,4 milhões de dólares, um valor astronômico para a época, Walt Disney inclusive precisou hipotecar a casa dele para produzir o filme.

2| Foi um grande sucesso

Walt Disney ganhou o Oscar honorário pelo seu trabalho como produtor do filme. Ele ganhou uma estatueta no tamanho original e outras sete em miniatura, representando os personagens principais do filme.

3| Walt Disney não se intimidou pelas críticas negativas

Muitas pessoas achavam uma loucura o projeto da Disney de criar uma animação com mais de uma hora de duração, já que ninguém havia feito nada parecido até então. Por isso, as manchetes dos jornais da época continham a frase “A loucura da Disney”. Porém, após o lançamento e o grande sucesso do filme, o The New York Times, um dos jornais mais importantes dos Estados Unidos, mudou sua manchete para “Muito obrigado, sr. Disney”.

4| Tinham animais de verdade no estúdio

Para ajudar na inspiração dos desenhistas e com o intuito de que ficassem o mais realista possível, Walt Disney decidiu levar ao estúdio diversos animais silvestres para que os profissionais observassem atentamente os seus movimentos, inclusive a Disney ainda tem esse hábito de levar animais ao estúdio para observar seus comportamentos.

5| Primeiro filme a ter trilha sonora

 Foi o primeiro longa-metragem norte-americano da história (entre todas animações e não animações) a ter um álbum de trilha sonora lançado.

6| Os nomes dos anões foram alterados

 Cerca de 50 nomes foram inicialmente propostos para os anões do filme. O nome do anão Atchim, “sneezy” no original, seria Jumpy, mas uma substituição de última hora fez a troca dos nomes, a fim de deixar seus nomes mais memoráveis.

7| Muitas cenas tiveram que ser cortadas

O filme já estava custando muito caro e longo, entao muitas cenas tiveram que ser alteradas, em uma delas a Rainha má capturou o príncipe e o manteve cativo em seu castelo. Em 1959 a cena foi aproveitada em outro filme, “A bela adormecida”.

Texto redigido por @GabiLeaoDisney