7 curiosidades sobre o Mosteiro Hōryu-Zan Eishō-Ji de Budismo em Pirenópolis

Localizado em Pirenópolis, o Mosteiro Hōryu-Zan Eishō-Ji de Budismo atrai pessoas do mundo inteiro por sua filosofia zen e pelas suas belezas naturais. Nós listamos sete curiosidades incríveis sobre este lugar místico do cerrado, para que você marque agora mesmo sua viagem eco turística por lá! Vem com a gente conferir!

01| Cachoeira dos dragões

O local dá acesso para o belíssimo conjunto de oito cachoeiras que te conectam com a natureza e o agora, Cachoeira dos Dragões, que é um passeio indispensável e inesquecível em Pirenópolis.

02| História

O Mosteiro foi fundado pelo Mestre Tokuda em 2001, na região conhecida como Várzea do Lobo, zona rural de Pirenópolis, Goiás. Ele fica num santuário ecológico a 1.200 metros de altitude.

03| Simbolismo

Hōryu-Zan é a montanha do dragão e da fênix, dois símbolos orientais de força. O dragão aqui representa a transformação das coisas negativas de nossas vidas em positivas, enquanto a fênix é um símbolo que representa a resiliência.

04| Despertar

O local é propício para que as pessoas se reúnam para a virtuosa oportunidade na vida de realizarmos nossa natureza correta e manifestarmos os seres despertos que já somos por meio da prática pura do Buda.

05| Quem é o Mestre Ryotan Tokuda?

Mestre Ryotan Tokuda Igarashi nasceu em Hokkaido, norte do Japão, em 1938. Diplomou-se em filosofia Budista pela Universidade de Komazawa e tornou-se monge budista, ordenado na Escola Sōtō. Em seu processo de formação, praticou com Kodo Sawaki Roshi, Ryohan Shingu, Taiun Sato Roshi, Nakagawa Soen Roshi, Sogen Asahina Roshi.

06| Filosofia budista

O mosteiro possui 900 hectares de santuário ecológico e 1270 metros de altitude. Seu principal objetivo é unir a filosofia budista com ensinamentos de preservação ao cerrado.

07| Quem pode ir

Todas as pessoas podem ir para aprender um pouco sobre a filosofia budista, meditar e ainda se refrescar nas cachoeiras, enquanto se conecta com a natureza, que é o nosso verdadeiro lar, da melhor maneira possível.

Texto redigido por @Gabbileao

Foto: reprodução via acervo pessoal.