7 curiosidades sobre réveillon que devemos lembrar no ano novo

A maior parte das nossas comemorações estão envolvidas com tradições de muitos e muitos anos. A comemoração do reveillon não poderia ser diferente. A data significa para muitas pessoas cumprir rituais que trazem sorte e alegria no ano que chega. Confira algumas curiosidades sobre uma das noites mais divertida do ano!

1-O nome réveillon

“Réveillon” é uma palavra de origem francesa, derivada do verbo “réveiller”, que significa acordar. Durante o século 17 a palavra foi usada para dar nome a jantares longos e chiques. Após algum tempo se popularizou como sinônimo da festa de passagem de ano.

2-Mês de Janeiro

O mês de janeiro foi nomeado homenagem ao deus Janus. A imagem de Janus tem duas faces, olhando em direções opostas. Uma face contempla o passado a outra olha para o futuro. Em latim Janus (do grego) deu origem à palavra ianua, que significa porta e também janela. Muitas pessoas usam branco para atrair paz.

3-Folhas de louro na carteira

A tradição é uma forma de atrair dinheiro durante todo o ano que chega. Outras pessoas usam a técnica de usar amarelo que simboliza ouro e também serve para atrair dinheiro.

4-Pular sete ondas

Pela tradição entrar no mar à meia-noite e fazer um desejo para cada onda que pular -de frente para a água é uma forma de afastar energias negativas e trazer sorte no ano que virá.

5-Vestir branco

O costume de vestir roupas brancas durante a passagem de ano veio do candomblé. Na religião o branco é a cor da roupa de Oxalá, divindade equivalente a Jesus Cristo no catolicismo.

6-Adeus ano velho, feliz ano novo

Uma das músicas mais conhecidas para cantar na passagem de ano é aa clássica uma valsa de David Nasser e de Francisco Alves que se tornou a canção-tema do ano novo brasileiro.

7-Promessas de final de ano

Todos os anos as pessoas fazem promessas durante a passagem de ano. O que muita gente não sabe é que esse ato é um tradição antiga. Os babilônios já as faziam promessas há 4 mil anos. Sempre juravam quequando finalizassem as festas, devolveriam equipamentos de agricultura emprestados por amigos.

Texto | Késia Paos | @kesiapaos