7 dicas do advogado Leonardo Resende para viajar com segurança e legalidade

Quer viajar mas ainda não tem os conhecimentos necessários para que sua viagem não tenha dores de cabeça? A gente conversou com o Advogado Leonardo Resende, que nos listou sete dicas imprescindíveis  para quem deseja viajar com segurança, atenção aos seus direitos e obrigações.  Bora conferir?

1| Planejamento

Primeiramente, observe seu planejamento de viagem, pesquisando na localidade de destino condições meteorológicas, como estações do ano e chuvas além das questões de guerras, segurança e livre trânsito, se for local veja a necessidade de vacinação para a cidade que for, se for internacional, confirmar a Validade dos seus : PASSAPORTE, VISTO, SEGURO VIAGEM APTOS para permanecer no país que pretende ir, observando o tempo de estada e custos para se manter.

2| Se atente aos detalhes em compras virtuais

Assim, ao fazer a reserva, é importante anotar o nome do atendente e o código de reserva, chamado de localizador, se não comprar direto na empresa de transporte, mesmo que fora feito por meio de empresas especializadas, certificando com a empresa aérea se assegurando dos trechos e destino final, para poder evitar desgastes no transcurso da viagem e poder requerer seus direitos.

Analise o feedback da empresa como por exemplo, site da empresa quanto ao REGISTRO digitando no Google, será direcionada para esse base ( WHOIS Search, Domain Name, Website, and IP Tools – Who.is), ainda nesse sentido é de suma importância, verificar se o SITE possui política de Cookies e LGPD.

3| Informações do voo

Ao retirar o bilhete observe se a data, a hora, a validade, o local de embarque e o número de voo, estão corretos, como assim verificar a reserva do lugar e confirmar o embarque e os horários de apresentação para o check-in, por vezes não há tempo é opções para outro horário e a multa de perda de horário pode não compensar uma remarcação.

4| Validade

Além de verificar a validade, observe as restrições para cancelamento e reembolso e alterações de data, além dos prazos de estadas, importante frisar conforme prevista no Código do Consumidor, todas essas informações devem constar no bilhete, destacando que as taxas de passagens podem ter prazos mínimo e máximo de estada e pode haver adicionais para fazer mudanças ou cancelar reserva.

5| Seguro Viagem

Nos pagamentos de passagens aéreas por meio de cartão de crédito, muitas vezes inclui-se seguro de viagem: no ato da compra verifique se há tal benefício, caso não contrate particularmente condicionando como únicas coberturas obrigatórias do seguro de viagem, até agora, eram por morte e invalidez, no entanto, o atendimento médico passou a ser obrigatório em seguros viagem.

6| Serviços de Turismo

Antes de contratar o serviço da operadora de turismo, checar se ela está registrada no Cadastur – Cadastro Oficial dos Prestadores de Serviços Turísticos do Brasil, garantia de que a empresa está em situação regular e em conformidade com a lei.

7| O que fazer se a viagem for cancelada?

Importante frisar que se a agência cancelar a viagem, existe a obrigação de restituir todos os valores pagos corrigidos, bem como eventuais prejuízos financeiros e danos morais procurando um advogado. Tendo a atenção com os pacotes sujeitos a um número mínimo de participantes, pois podem ser cancelados se o número não for alcançado. Importantíssimo ficar antenada na programação dos voos e da empresa com relação a viagem programada, se tiver um COMPROMISSO INADIÁVEL e uma viagem com Conexões, caso algo errado ocorra tenha um plano B.

Foto: reprodução via acervo pessoal.

Texto redigido por: @Gabbileao