Acontece no Governo de Brasília: Decisões que afetam Lago Parnoá no DF

Produtores rurais que vivem nas regiões da Serrinha do Paranoá, no Lago Norte, na ARIE1 da Granja do Ipê, na área do Riacho Fundo, e no Alto Descoberto, em Brazlândia, serão apresentados a uma nova forma de produção que garante a proteção dos córregos que abastecem os dois grandes lagos do Distrito Federal: o lago Paranoá e o reservatório do Descoberto.

A ideia é implementar um conjunto de boas práticas e apresentar aos agricultores o Sistema Agroflorestal (SAF) um método de produção que permite plantar sem a necessidade de desmatar a vegetação nativa.

A iniciativa faz parte de um projeto do Global Environmental Facility (GEF) para Cidades Sustentáveis, um fundo gerido pela Organização das Nações Unidas (ONU) e coordenado localmente pela Secretaria de Meio Ambiente do DF (Sema). O GEF Cidades Sustentáveis, como é chamado, é a prioridade do governador Ibaneis Rocha para a área ambiental nos próximos quatro anos.

A agrofloresta é um sistema de plantio de alimentos sustentável e capaz de promover a recuperação de uma floresta. São formas de usar e manejar a terra que combinam, de forma simultânea ou sequencial, o plantio de árvores com cultivos agrícolas e até a criação de animais. Como piloto, a Sema pretende treinar, com uso de máquinas, 40 produtores rurais das duas regiões e, assim, garantir a qualidade e a quantidade dos córregos que deságuam no lago Paranoá e no Descoberto.

eldogomes.com.br

Jornalista de Entretenimento e Streamer. @EldoGomes está sempre ao vivo no 🔴 YouTube.com/eldogomestv. Blogueiro há 11 anos sobre Turismo, Entretenimento e Política,