Artistas LGBTQIA+ já podem participar do edital de patrocínio do FAC Brasília

Aberta ao diálogo com diversos setores e artistas da Cultura LGBTQIA+, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) percebeu a necessidade de criar políticas públicas inclusivas aos segmentos de diversidade de gênero, principalmente para formalizar e estimular a criação de mais carreiras culturais na área.

Desse modo, a pasta ampliou as perspectivas desses artistas, com a inclusão da categoria no Ceac (Cadastro de Entes e Agentes Culturais), a partir da publicação da Portaria nº 54/2021, na terça-feira passada (4) . A categoria reúne representantes de movimento político e social que defende a luta por mais igualdade e respeito à diversidade.

A respeito da publicação da portaria, o secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues, fez o seguinte comentário: “No caso específico dos agentes LGBTQIA+, é também uma luta contra o preconceito, a invisibilidade e todas as formas de exclusão que esses artistas sofrem ao longo do tempo. O que estamos fazendo é alinhá-los com a política pública de acesso sem qualquer distinção”.

Foto: Divulgação / Secec

@EldoGomes

▶️ Jornalista | Podcaster | You7tuber | Acompanhe no Instagram @EldoGomes | comercial@eldogomes.com.br