Associação Amigos do Hospital de Base enfrenta a pandemia

A pandemia do coronavírus obrigou muitas pessoas a se isolarem e a olharem para dentro, para seus próprios problemas. No entanto, as dificuldades econômicas e sociais agravadas pela crise sanitária também lançaram luz ao trabalho de pessoas que se dedicam a olhar para o outro e oferecer ajuda. É o caso da Associação Amigos do Hospital de Base, que suspendeu atividades presenciais para garantir a segurança dos voluntários e dos pacientes, mas manteve o serviço de doações.

“As pessoas estão em estado de sofrimento, mas também não deixaram de ter empatia. Querem ajudar”, afirma a presidente da associação, Maria Aparecida Menegassi, a “Cida”. Para isso, a instituição conta com um bazar solidário permanente, que recebe doações diversas, como roupas, calçados, acessórios, produtos de higiene, entre outros itens.

As vendas do bazar e as doações recebidas em dinheiro ajudam a custear passagens de ônibus a pacientes e acompanhantes em situação de vulnerabilidade e a comprar cadeiras de rodas, cadeiras de banho, fraldas geriátricas, kits de higiene, cobertores e tantos outros produtos que são doados para uso de internados no Hospital de Base (HB).

Cida esclarece que a entrega de doações e de auxílio financeiro a pacientes e acompanhantes é feita somente por meio da equipe de assistência social ou de profissionais da saúde do Hospital de Base, unidade administrada pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF). São esses profissionais que fazem a ponte entre as pessoas que necessitam da ajuda e os voluntários.

@EldoGomes

▶️ Jornalista | Podcaster | You7tuber | Acompanhe no Instagram @EldoGomes | comercial@eldogomes.com.br