Coronavírus: 7 coisas que todos os viajantes precisam saber

  • Por que os governos de diversos países têm tomado decisões radicais contra o coronavírus?

Apesar do coronavírus ter uma taxa de letalidade muito baixa para crianças e adultos saudáveis, com menos de 50 anos, ele é perigoso para idosos, especialmente aqueles com mais de 80 anos, além de afetar seriamente pessoas com doenças crônicas, como cardíacos e diabéticos.

Por mais que a reação de alguns governos possa parecer desproporcional ao número de casos e de mortes ligados ao coronavírus, quando comparado a outras doenças, o que se quer evitar é uma proliferação vertiginosa do COVID-19, ao ponto que o número de doentes que precisam de assistência médica supere a capacidade de atendimento da rede de saúde, como aconteceu no Norte da Itália. Por isso, por mais que você não esteja entre o grupo de risco do novo vírus, pode se tornar um vetor que vai contaminar outras pessoas.

  • Como posso me prevenir no meu dia a dia ou durante uma viagem?

A transmissão ocorre se você tiver contato direto ou indireto com saliva, catarro ou secreções de pessoas contaminadas. Por isso, a melhor maneira de se prevenir é lavar bem as mãos com água e sabão várias vezes ao dia, por pelo menos 20 segundos, incluindo as pontas dos dedos e o dorso das mãos, ou utilizar álcool gel. Além disso, evitar a todo custo tocar o rosto, nariz, boca e olhos. Lembre-se que o vírus pode resistir por mais de 24 horas em superfícies como maçanetas de portas, torneiras, botão de elevadores e até no seu celular. Se precisar espirrar, use o antebraço para conter os respingos e não as mãos e lenços descartáveis para assoar o nariz. Caso tenha febre e tosse, fique em casa e utilize máscaras, evitando contato com outras pessoas. Só é necessário procurar um serviço de saúde caso sinta também dificuldade ou desconforto para respirar. Lembrando que na grande maioria dos casos o coronavírus evolui como um simples resfriado, podendo ser até assintomático. Desinfectar objetos e superfícies de contato dentro de casa também é indicado.

  • Tenho uma viagem planejada para as próximas semanas, o que devo fazer?

Quem tem viagem planejada para as próximas semanas precisa considerar em quais condições o destino se encontra atualmente. As zonas mais afetadas pelo coronavírus, como Itália, China e Coreia do Sul, são totalmente contraindicadas neste momento, já que além do alto risco de contaminação a experiência de viagem poderá ser muito afetada com o fechamento de atrações, bares e restaurantes. Além disso, França, Alemanha, Espanha, Portugal, Inglaterra e outros países da Europa endureceram as medidas para tentar conter o vírus, como proibir aglomerações e adiar aulas. Nos Estados Unidos, parques temáticos, museus e shows da Broadway ficarão fechados por algumas semanas. Isso tudo precisa ser considerado na hora de decidir o que fazer. Já destinos como Chile e Uruguai, na América do Sul, ou Canadá e Caribe, ainda não enfrentam problemas.

Outra coisa que pode surpreender os viajantes são proibições de entrada em determinados países, dependendo de onde você esteve ou vai passar ao longo de sua jornada. É fundamental consultar se há algum tipo de restrição e acompanhar até o momento do embarque, já que a situação tem evoluído rapidamente. Por conta da pandemia de coronavítus, há países restringindo a entrada de pessoas que estiveram na Itália, China ou Coreia do Sul nos últimos 15 dias, ou impondo quarentena obrigatória para quem chega dessas regiões. E isso inclui quem tem voos em conexão nesses locais. Ontem à noite, por exemplo, os Estados Unidos anunciaram a suspensão de voos vindos da União Europeia, uma medida sem precedentes.

No caso de voos nacionais, ainda não há nenhuma recomendação de evitar viagens. O importante é se proteger, estando em casa ou em lugares públicos.

  • Tenho uma viagem planejada para as próximos meses, o que devo fazer?

Quem tem viagem planejada para os próximos meses precisa ter cautela e paciência. Não adianta sofrer por antecipação. Conforme a situação vai evoluindo, os prazos e as regras de remarcação das companhias aéreas e empresas de turismo vão acompanhando. A prioridade de atendimento, naturalmente, é para quem tem viagem marcada nas próximas semanas. O recomendado é acompanhar no noticiário a evolução dessa crise e tomar a decisão algumas semanas antes da data da viagem, período quando a companhia aérea ou empresa de turismo poderá disponibilizar opções de cancelamento ou remarcação sem custo. Pagar para cancelar algo agora é precipitado.

  • Posso cancelar ou remarcar minha passagem aérea?

A maior parte das companhias aéreas flexibilizou suas políticas de cancelamento e remarcação de passagens para os destinos mais afetados pelo coronavírus , até um determinado período (algumas até abril, outras até maio ou junho). Em muitos casos, vale para qualquer destino internacional. Portanto, se quiser mudar de planos, entre em contato e reprograme ou cancele a viagem. Confira aqui as políticas divulgadas pelas principais empresas que operam no Brasil. Azul, GOL e Latam também flexibilizaram a remarcação de passagens para voos internacionais.

  • Posso cancelar ou remarcar meu cruzeiro?

Algumas das principais empresas de cruzeiro flexibilizaram suas políticas de remarcação. Em muitos casos, é possível reprogramar a viagem até 2021, ou até cancelar e pegar o dinheiro de volta. Portanto, se quiser mudar de planos, entre em contato e veja as opções oferecidas. Confira as políticas divulgadas pelas principais empresas de cruzeiro a respeito do coronavírus.

  • Posso cancelar ou remarcar meu hotel?

Em tese vai depender do tipo de reserva que você fez, cancelável ou não cancelável. Mas, na prática, se sua reserva envolve uma área fortemente atingida pelo coronavírus, o que temos visto são os hotéis aceitando a devolução do dinheiro pago sem multa, inclusive para reservas de quartos pelo Airbnb. Mas não é uma regra universal. Entre em contato com a empresa que fez a reserva e veja as opções oferecidas. Caso você vá reservar um hotel para uma viagem futura, espere um pouco, ou faça uma reserva com cancelamento gratuito, o que te resguarda em caso de um eventual desdobramento não esperado.

Com informações do Melhores Destinos

@EldoGomes

🏳️‍🌈Apresentador e 🎙YouTuber | 📺 Comentarista de #BBB21, 🎮Gamer e Repórter de 🗺Turismo | comercial@eldogomes.com.br