Lista do que fazer no Carnaval de Brasília 2017, curta mais!

BORA PRA CUBA
O melhor da música e da cultura Cubana. Fantasias, brincadeiras e muita dança para carnavalizar nossas raízes latinas e nossa irmandade com o paraíso caribenho. Comidas e bebidas típicas de Cuba serão vendidas a preços especiais. O Bloco nasce da fluidez e convergência da comunidade latina do DF em união com artistas, boêmios e carnavalescos. A música ao vivo é da banda Sabor de Cuba e tem ainda o DJ Caju Clash para agitar a folia. (https://www.youtube.com/watch?v=VOxspPEZitg)
Dia: 23 de fevereiro
Horário: das 17h às 21h
Local: Praça dos Prazeres da CLN 201
 
BORA COISAR com EMÍLIA MONTEIRO
A invasão de ritmos quentes do norte brasileiro e do Caribe, Bora Coisar é o primeiro Bloco de Carnaval Amazônico de Brasília, onde a alegria é sensualizar, aguçar sentidos na pegada das guitarradas, no calor do calypso, na irreverência do treme e ainda muito Marabaixo, Batuque, Carimbó, Zouk e outros

​. ​

Bora Coisar é comandado pela compositora e cantora Emília Monteiro, uma genuína representante da cultura do Norte do nosso Brasil que realiza um trabalho independente e vem despontando no cenário local e já alçou voos por outras regiões do país, com bem-sucedidas passagens pelo carnaval recifense, fechando o Galo da Madrugada, e por baladas em São Paulo. (https://www.youtube.com/watch?v=Y1cyulTPyhs)

Dia: 23 de fevereiro
Horário: das 21h às 2hAM
Local: Praça dos Prazeres da CLN 201
 
LIBRE!
Uma folia que não se apega a um estilo ou vertente musical. Para os organizadores, a ideia é mostrar que o Carnaval é uma manifestação multicultural que, através da música, dialoga com as mais diversas linguagens em atos performáticos de interação entre foliões e que dissemina a cultura de paz. Em Libre!, o grito de Carnaval busca ecoar a diversidade cultural, o transporte gratuito, para os dias de folia, o direito da população de ocupar, circular e se apropriar da cidade, o direito a livre manifestação e a consciência ambiental.
Dia: 24 de fevereiro
Horário: das 17 às 3hAM
Local: Museu Nacional da República
 
REJUNTA MEU BULCÃO
Athos Bulcão era apaixonado por Carnaval e, como Brasília é apaixonada por sua arte, um grupo de brasilienses criou o bloco festejar esses amores – por Brasília; e pela arte do artista que emoldura monumentos da capital federal. Idealizado no Rio de Janeiro por saudosos brasilienses que lá moravam, o bloco desembarcou em Brasília em 2015 desfilando muita alegria, poesia e samba no pé. Em 2016, um concurso de fantasias inspiradas em Athos, premiou as melhores com mimos oferecidos pela Fundação Athos Bulcão, uma importante parceira deste bloco.

​ ​

Em 2017, os foliões do Rejunta meu Bulcão colocam o bloco na rua de forma sustentável, amorosa e colaborativa, por meio de uma “vaquinha”, para confecção de adereços inspirados na obra de Athos Bulcão a serem distribuídos gratuitamente no dia do bloco.

Dia: 24 de fevereiro
Horário: das 14h às 2hAM
Local: Praça dos Prazeres da CLN 201
 
CARNAPATI
Bloquinho para a criançada pensado por quem, na cidade, melhor entedo do assunto – a Cia. Teatral Mapati. O Espaço Cultural infantil mais antigo do DF, o Mapati sabe bem como entreter a meninada com brincadeiras lúdicas e culturais. Entre personagens mágicos de contos e histórias brasileiras, o tradicional Carnapati é o ambiente ideal para pais levarem seus pequenos para brincarem o carnaval com segurança e muita arte.
Dia: 25 de fevereiro
Horário: das 10h às 18h
Local: Estacionamento 4 do Parque da Cidade
 
VILÕES DA VILA
Um desfile de foliões festeiros pelas ruas e vielas histórias da região pioneira de Brasília, a Vila Planalto. Arte e cidadania, democracia e diversidade musical, e respeito ao patrimônio são as marcas deste projeto. Arte e cidadania por realizar de oficinas de percussão e distribuir de livros em ações que ultrapassam as datas do Carnaval. Diversificado e democrático, por acontecer na rua e contar com a participação de vários outros Blocos, alternativos e tradicionais, do carnaval candango. E em respeito ao patrimônio, por valorizar a história dos pioneiros e estimular a preservação.
Dia: 25 de fevereiro
Horário: das 14h às 22h
Local: Praça Nelson Corso da Vila Planalto
 
CONCENTRA, MAS NÃO SAI
O “Concentra, Mas Não Sai” desfila desde 2001, na 404 norte, reduto da boemia e da malandragem asanortista. Idealizado pelos moradores da própria quadra e de quadras vizinhas, muitos deles envolvidos diretamente com a música e a noite brasiliense.

​ ​

Desde sua fundação, vários artistas já passaram pelos palcos do Concentra, principalmente quando o bloco começou a realizar e apoiar eventos culturais e sociais na comunidade, como feiras, festa junina, rodas de samba, entre outros.

​ ​

No carnaval de 2016, o bloco teve seu ponto alto, quando contou com as participações de como Dhi Ribeiro, Patubatê, Tyayro, entre outros. Para este ano, a participação do PATUBATÊ já é certa.

Dia: 25 de fevereiro
Horário: das 16h às 23h
Local: SCN 404/405
 
BABYDOLL DE NYLON
Cansados de ouvirem que na Capital do pais não havia carnaval, seis amigos resolveram criar o que chamaram de “menor, mais ridículo e menos promissor bloco de carnaval de Brasília”. A bordo de pequeno carro de som, um hino e pronto. O fato é que o hino – “Baby Doll de Nylon”, de Robertinho do Recife e Caetano Veloso, por si, já é um bloco de carnaval.

​ ​

Despojado e espontâneo, porém com regras claras – Todos deveriam estar vestidos de baby doll – De hora em hora, uma volta no circuito, ao som do hino; – No som, apenas axémusic dos anos 80 e 90, marchinhas e breguiçes.

​ ​

Eis que a brincadeira cresceu, de poucas 120 pessoas da primeira para 65 mil na sexta. Em 2015, em reconhecimento a tais números e ao indiscutível pioneirismo do bloco na construção do novo carnaval local, o GDF premiou os fundadores pelos serviços prestados à cultura da cidade com o troféu “Mérito Cultural Candango”.

​ ​

O Babydoll de Nylon é um bloco assumidamente diversificado, livre de preconceitos, inclusivo e defensor ferrenho da liberdade e da tolerância. Por isso, o reduzidíssimo número de ocorrências policiais, sendo zero registros graves até hoje, mostrando um comportamento diferenciado de foliões que estão ali exclusivamente para se divertir, é comemorado a cada ano. (https://www.youtube.com/watch?v=kcZGS5Fz-NQ)

Dia: 25 de fevereir

​o​
Horário: das 13h às 19h
Local: Praça do Cruzeiro
 
BEM MEB
De um site o BEMMEB, um catálogo de música com fotos, entrevistas e textos sobre a cena eletrônica da cidade, surgiu a ideia de criar um Bloco dedicado à vertente musical que ferve as pistas de dança da cidade e tem seus representantes locais espalhados pelo mundo.

​ ​

Um braço da boate LGBTQ Victoria Haus, o projeto também acontece em outras datas além do carnaval, e alia balada, arte, saúde, gastronomia, workshops de eletrônica, feira de produtos e arrecadação de roupas, sapatos, brinquedos, livros e alimentos, que são encaminhados para a área mais carente de Brasília. (https://www.youtube.com/watch?v=PSR9K98ahRM)

Dia: 25 de fevereiro
Horário: das 14h às 2hAM
Local: Saída W da Galeria dos Estados
 
PRESEGUIDAS
O bloco-protesto-festivo mais libertário e escandaloso da Capital Federal!. Martinha do Coco, Samba Flores e as Batuqueiras vão garantir a alegria das folionas e foliões. DJ Ju Pagul e convidadas seguram a pista do bloco mais feminista da capital. Explicitamente compromissado com a garantia dos direitos humanos, a Perseguidas é uma vadiação livre, que pretende unir a luta feminista à maior folia do planeta, com muito escracho, alegria e liberdade. (https://www.youtube.com/watch?v=6UQ7sgdfE0w)
Dia: 25 de fevereiro
Horário: das 14h às 2hAM
Local: Praça dos Prazeres da CLN 201
 
SANTO PECADO
Bloco percussivo idealizado por dois irmãos (João Gustavo e Rodolpho “Xéu”) e criado em conjunto com amigos. Com apresentações que acontecem em outros momentos do ano, o Bloco já se apresentou na Torre de TV, Eixão do Lazer, Orlas das Pontes do Bragueto e da JK, Museu da República e Parque da Cidade. No aniversário de um ano, em 2014, arrastaram mais de 5 mil pessoas para a Concha Acústica. (https://www.youtube.com/watch?v=e4wKwWzUrz8)
Dia: 25 de fevereiro
Horário: das 15h à 0h
Local: Orla da Ponte JK
 
AGONIZA, MAS NÃO MORRE
Batizado pelo samba de Nelson Sargento, baluarte do carnaval carioca, seu nome serve como inspiração para seus foliões – “independentemente do que aconteça, o importante é não deixar a peteca cair, o samba morrer, a farra acabar”.Inventado por três boêmios do Carnaval, o “Agoniza, mas não morre” brinda os brasilienses com os elementos mais marcantes das raízes do samba – os batuques cariocas, o espírito boêmio, a nostalgia, a gafieira, o clima de boteco e a alegria.
Dia: 26 de fevereiro
Horário: das 14h às 22h
Local: CLS 312/313
 
EIXÃO 44
O Eixão 44 é um coletivo de mulheres lésbicas do Distrito Federal, sem fins lucrativos, políticos ou religiosos, tendo como sua única prerrogativa o feminismo e o combate ao racismo, machismo e xenofobia. É um coletivo civil constituído para fins sociais, recreativos esportivos e culturais, destinado a congregar suas associadas e a comunidade.
Dia: 26 de fevereiro
Horário: das 15h à 2hAM
Local: Passagem subterrânea da CLN 215
 
DO PRAZER
Prazer para libertar os corações, representado toda a alegria e diversidade cultural com o novo balancê na discotecagem da DJ Karla Testa, bateria das Batuqueiras, show da banda Maria Sabina e a Pêia e muito mais. Sem desdém com nenhum ritmo brasileiro, a agitação vai ser uma peia de rock´n roll com baião, brega, forró, samba e tem pedrada de rock progressivo com maracatu. Chance de escancarar mensagens de afirmação da identidade brasileira, conscientização política e da necessidade de expansão da mente para valores transcendentais e espirituais de euforia, ansiedade e alegria, com espírito de rebeldia e ousadia da juventude.
Dia: 26 de fevereiro
Horário: das 14h às 2hAM
Local: Praça dos Prazeres da CLN 201
 
CONFRONTO SOUND SYSTEM
Ocupação urbana sem discriminação, popular e democrática. Nasceu em 2004 e desde então é reconhecida por seus frequentadores como o espaço de encontro entre todas as camadas sociais, onde não há estranhamento e todos/todas se divertem sem pudor. As primeiras edições aconteceram na Praça do Povo, no SCS, hoje palco de baladas agitadas, e agora toma de assalto a Praça do Trabalhador, até então esquecida e jamais utilizada para eventos de caráter cultural. (https://www.youtube.com/watch?v=iIzwfjWoiZo&list=PLl5kklYR8yAmOHcvrYHs0wVZICXUChCXG)
Dia: 26 de fevereiro
Horário: das 15h à 0h
Local: Praça do Trabalhador, no Setor Comercial Sul
 
DO AMOR
O Bloco do Amor sai na Via S2, aquela que todo mundo conhece mas ninguém sabe o nome. Apelidada por ‘rua dos anexos’, ‘rua das putas’, ‘estacionamento de eventos no museu’ – abriga o poder de um lado e a cracolândia de outro, mas no Carnaval vai desfilar é o Amor. (https://www.mixcloud.com/ikebanamusic/)
Dia: 26 de fevereiro
Horário: das 15h às 13h
Local: Via S2
 
CARNAPATI
Bloquinho para a criançada pensado por quem, na cidade, melhor entedo do assunto – a Cia. Teatral Mapati. O Espaço Cultural infantil mais antigo do DF, o Mapati sabe bem como entreter a meninada com brincadeiras lúdicas e culturais. Entre personagens mágicos de contos e histórias brasileiras, o tradicional Carnapati é o ambiente ideal para pais levarem seus pequenos para brincarem o carnaval com segurança e muita arte.
Dias: 27 de fevereiro
Horário: das 10h às 18h
Local: Estacionamento 4 do Parque da Cidade
 
CONCENTRA, MAS NÃO SAI
O “Concentra, Mas Não Sai” desfila desde 2001, na 404 norte, reduto da boemia e da malandragem asanortista. Idealizado pelos moradores da própria quadra e de quadras vizinhas, muitos deles envolvidos diretamente com a música e a noite brasiliense.Desde sua fundação, vários artistas já passaram pelos palcos do Concentra, principalmente quando o bloco começou a realizar e apoiar eventos culturais e sociais na comunidade, como feiras, festa junina, rodas de samba, entre outros.No carnaval de 2016, o bloco teve seu ponto alto, quando contou com as participações de como Dhi Ribeiro, Patubatê, Tyayro, entre outros. Para este ano, a participação do PATUBATÊ já é certa.
Dia: 27 de fevereiro
Horário: das 16h às 23h
Local: SCN 404/405
 
QUADRADO
O Bloco da música autoral do DF, uma iniciativa do Coletivo do Quadrado. Convite para se esbanjar com a qualidade da produção autora da nossa cidade. Um som que tem assinatura específica, identidade e sotaque, feito por gente artista e autônoma do Planalto Central. As presenças confirmadas são Litieh Martins, Wilson Bebel e Nãnan Matos.
Dia: 27 de fevereiro
Horário: das 14h às 2hAM
Local: Praça dos Prazeres da CLN 201
 
ACABOU O GÁS
Chegou para se juntar a dois outros blocos, o Aparelinho e o Divinas Tetas, e fez da segunda de carnaval talvez um dos dias mais agitados, formando um verdadeiro mar de foliões e brincantes pelas Praças e Entre Blocos do Setor Bancário Sul. O som sai da Kombi retrô do DJ Nagô – Urukombi, que fica estacionada próxima a vários Food Trucks.
Dia: 27 de fevereiro
Horário: das 15h às 2hAM
Local: Setor Bancário Sul
 
APARELHINHO
Através das vielas e Praças do Setor Bancário Sul, os caras do Projeto Criolina comandam um carrinho de som alegórico e autônomo, equipado com som, iluminação e gerador, movido a tração humana, comandado por DJs e os percussionistas do Grupo PATUBATÊ. O carrinho, ou Aparelhinho, é uma ressignificação dos trios elétricos baianos, das aparelhagens paraenses, das troças pernambucanas e dos carros alegóricos do carnaval tradicional. Um bloco original, único em Brasília, ao som de clássicos carnavalescos, mesclados à música eletrônica e ritmos latinos, caribenhos, africanos e brasileiros de tom festivo. (https://www.youtube.com/watch?v=d8Nx3NuAiyc – https://www.youtube.com/watch?v=JJxLqEcDx-w)
Dia: 27 de fevereiro
Horário: das 15h às 23h
Local: Setor Bancário Sul
 
DIVINAS TETAS
Os tropicalistas das Divinas Tetas foram a revelação do carnaval 2016. Com temas da tropicália em releituras carnavalescas, arrastou um público estimado em 10 mil pessoas, para oSetor Bancário Sul, em plena na segunda feira de carnaval. A folia é comandada por uma banda ao vivo, sob um palco ao ar livre, formada por 11 músicos, tocando bateria, trombone, sax alto, trompete e sax alto, além é claro dos vocais.
Dia: 27 de fevereiro
Horário: das 17h às 22h
Local: Setor Bancário Sul
 
CALANGO CARETA
O Calango Careta é um coletivo cultural que vive durante o Carnaval a sua grande festa pagã e se desfila para colorir a ordem de Brasília com subversão, romper preconceitos e ressignificar espaços. A carnavalização dos batuques e sopros da Banda do Bloco, que se apresenta ao vivo e no chão, tem como apoteose o baixo asa norte (408/9 Norte). Além da Banda, o Bloco tem como convidado especial o Grupo percussivo PATUBATÊ

​. ​

O bloco estreou ano passado e, desde então, tem crescido em número de participantes e tem se desenvolvido em outras frentes de expressão artística e interação social, por meio de atividades que valorizam a criatividade, o espírito de colaboração, o empoderamento coletivo e a transformação sociocultural da cidade. (https://www.youtube.com/channel/UCROfzgrqYQIJ8nl3DDHPvVg)

Dia: 28 de fevereiro
Horário: das 10h às 22h
Local: CLN 408/409
 
ESSA BOQUINHA EU JÁ BEIJEI
Bloco idealizado, encabeçado e organizado por mulheres. A banda, que se apresenta sob um palco e ao vivo, é composta de 15 nomes femininos da cidade, entre instrumentistas e cantoras. O repertório vai do samba ao afoxé, executado por grandes musicistas. O bloco nasceu para criar um espaço de liberdade e respeito para foliãs.
Dia: 28 de fevereiro
Horário: das 14h às 23h
Local: Via S1, altura do SCS
 
ESPÍRITO CELTA
Carnaval é festa de rua, democrática e popular, certo? Certíssimo! Que tal então experimentar e curtir a ancestralidade e a transcendência da musicalidade celta e medieval? Mãos dadas, num ritual, a roda de dança circular se abre de energia de paz, amor, gratidão e amizade, para renovar o corpo e alimentar o espírito. O Espírito da festa faz encantar pelo folk,música celta e medieval, músicas que alimentam e evocam uma dança espontânea. A promessa e o convite a ousar em fantasias incríveis e surpresas transcendentais.A música ao vivo é comandada pela banda Kiaulles e mais uma banda convidada, além do DJ Azriel tocando os clássicos da antiguidade. (https://www.youtube.com/watch?v=PC-M8AVHYog)
Dia: 28 de fevereiro
Horário: das 16h às 22h
Local: Praça dos Prazeres da CLN 201
 
SKA NIEMEYER
Desfila arranjos de consagrados temas carnavalescos como “Cachaça Não É Água”, “Mamãe Eu Quero”, “Vassourinhas”, “Cabelo de Fogo” e outros, com o balanço do SkaJamaicano. A banda, que se apresenta ao vivo em uma formação combo (uma big band reduzida), convoca pessoas empenhadas em tornar esse projeto audível e catártico.
Dia: 28 de fevereiro
Horário: das 22h às 2hAM
Local: Praça dos Prazeres da CLN 201
 
FILHOS DE ZÉ
Na quarta-feira de cinzas, fechando os dias de folia, os Filhos de Zé promovem um cortejo de Afoxé-ijexá num dos principais centros culturais e cartões postais da cidade e bem próximo ao coração do DF, no Museu Nacional da República. O pai dessa criação é Reinaldo Braz, mestre de bateria desde 1994.
Dia: 1º de março
Horário: das 17h à 0h
Local: Museu Nacional da República
 
RESSACADA DO PATUBATÊ
Com vários carnavais à frente de alguns blocos e participando de muitos outros, o PATUBATÊ criou a Ressacada. Em um palco, os integrantes do Grupo prometem desfilar alegria e animação em 10 horas de festa, com a participação outros grupos percussivos do DF. (https://www.youtube.com/watch?v=EFJPmTceo-0)O PATUBATÊ já é conhecido do carnaval da Capital que, juntamente com seus alunos da Oficina de Percussão e Bloco Eletrônico, vem arrastando foliões em Blocos tradicionais e alternativos da cidade distribuindo alegria e empolgação. Só neste ano, eles participam de cinco blocos: “Virgens da Asa Norte”, “Suvaco da Asa”, Concentra, Mas não Sai”, “Aparelinho” e “Calango Careta”.

​ ​

Os que já seguiram seus cortejos, foram embalados por levadas bem brasileiras, como o maracatu, samba, frevo, baião, carimbó, ciranda e tantos outros. Ritmos que certamente estarão nos repertórios dos grupos que se farão presentes nesta 2ª Ressacada de Carnaval.

Dia: 4 de março
Horário: das 10h às 20h
Local: Estacionamento atrás do Conic
 
VILÕES DA VILA
Um desfile de foliões festeiros pelas ruas e vielas histórias da região pioneira de Brasília, a Vila Planalto. Arte e cidadania, democracia e diversidade musical, e respeito ao patrimônio são as marcas deste projeto. Arte e cidadania por realizar de oficinas de percussão e distribuir de livros em ações que ultrapassam as datas do Carnaval. Diversificado e democrático, por acontecer na rua e contar com a participação de vários outros Blocos, alternativos e tradicionais, do carnaval candango. E em respeito ao patrimônio, por valorizar a história dos pioneiros e estimular a preservação.
Dia: 4 de março
Horário: das 14h às 22h
Local: Praça Nelson Corso da Vila Planalto
 
SKA NIEMEYER
Desfila arranjos de consagrados temas carnavalescos como “Cachaça Não É Água”, “Mamãe Eu Quero”, “Vassourinhas”, “Cabelo de Fogo” e outros, com o balanço do SkaJamaicano. A banda, que se apresenta ao vivo em uma formação combo (uma big band reduzida), convoca pessoas empenhadas em tornar esse projeto audível e catártico.
Dia: 5 de março
Horário: das 14h às 22h
Local: Praça da Igreja do Rosário, na Vila Planalto

eldogomes.com.br

Jornalista de Entretenimento e Streamer. @EldoGomes está sempre ao vivo no 🔴 YouTube.com/eldogomestv. Blogueiro há 11 anos sobre Turismo, Entretenimento e Política,