DER acelera obras para superar metas

Com o objetivo de aumentar o serviço de manutenção na malha viária do DF, neste ano de 2019 a gestão do DER/DF investiu, de 1º de janeiro até novembro, R$ 36,8 milhões. Este valor representa um aumento de aproximadamente 20% comparado ao mesmo período do ano passado, quando somou em todo o ano R$ 29,6 milhões.

Do valor total investido este ano, a autarquia empenhou R$ 11,2 milhões para a aquisição de massa de asfalto e, deste valor, aproximadamente R$ 7,2 milhões já foram utilizados para serviços de tapa-buraco e execução de novas pequenas obras, como foi no Sol Nascente e dentro de Vicente Pires.

Com isso, o DER/DF bateu seu recorde como o ano em que fez maior aquisição de massa asfáltica. O valor investido subiu de uma média de R$ 350 mil por mês no ano de 2018 para R$ 850 mil por mês, em 2019. Em quantidade, isso representa 2.250 toneladas mensais a mais.

Os demais serviços, aos quais se aplicaram os R$ 29,6 milhões restantes, destacam-se as limpezas de bueiros e galerias, assentamento de meios-fios, remoção de entulhos e roçada de mato, plantio e poda de árvores, reparos em abrigos de ônibus, limpezas de pontes e viadutos e colocação de placas de sinalização, entre outros tipos de serviços.

Investimento de 1º de janeiro a novembro

2018

R$ 29,6 milhões

2019

R$ 36,8 milhões

Aumento de 20%

Massa asfáltica

2018

R$ 350 mil/mês

2019

R$ 850 mil/mês

Representa 2.550 toneladas mensais de massa asfáltica a mais

Obras

Em relação às obras, o DER/DF também ampliou os trabalhos, tanto em pequenas intervenções quanto em grandes empreitadas. O valor investido neste ano, entre obras contratadas e por administração direta do órgão, chegam a aproximadamente R$ 328,3 milhões.

Neste ano de 2019, o departamento já investiu aproximadamente R$ 15 milhões em obras por administração direta, ou seja, que foram realizadas pelos próprios servidores do departamento e com equipamentos e materiais próprios.

De 15 obras diretas, 12 já foram concluídas e três encontram-se em andamento. O grande destaque desta modalidade é o alargamento do trecho da DF-001 entre Taguatinga e o balão do Texas, próximo a Brazlândia, que hoje conta com 30% de execução.

Já em pequenas e médias intervenções, também realizadas por obra direta, destacam-se a restauração da pista da ponte sobre a barragem do Paranoá, a faixa adicional do balão da Unieuro, em Águas Claras; e a pavimentação de aproximadamente 1 km da VC-311.

Em relação às obras contratadas, o DER está executando 11 obras, das quais apenas três foram iniciadas em gestões passadas e oito tiveram início em 2019, com uma estimativa de investimento de R$ 315 milhões. As obras em andamento são:

  Complexo do Trevo de Triagem Norte (TTN), iniciada em 2018

  Ligação Torto-Colorado, iniciada em 2018

  Pavimentação de 3 km da DF-087 (Estrada Parque Vale – EPVL)

  Pavimentação de 2 km da DF-285 (PADF)

  Estabilização do talude na DF-051 (Estada Parque Guará- EPGU)

  Construção de uma passarela aérea no km 16 da BR-020

  Construção de 3,6 km de ciclovia na DF-483

  Manutenção asfáltica dos 15 km do Eixão (DF-002)

  Pavimentação de 8,2 km em trecho da DF-001, entre a DF-430 e a DF-220

  Instalação de estacionamento externo no campus da UnB do Gama

  Manutenção de 56 passarelas aéreas.

Entre as obras já concluídas, estão a reconstrução do pavimento do Eixão (DF-002), no trecho que desabou próximo à Galeria dos Estados, iniciada em 2018; a construção de duas passarelas aéreas na BR-020 e a acessibilidade de outras duas passarelas na Estrutural.

Palavra do diretor

“Este ano de 2019 foi o ano em que tivemos um grande diferencial: a integração, que nos levou a superar nossas metas. Essa união foi praticada entre todos os órgãos, sem ter definição de que um era responsável por isso, outro por aquilo. Todos trabalharam unidos nas diversas ações do governo. Da mesma forma, replicamos dentro do nosso órgão essa dinâmica. Nossos cinco distritos rodoviários praticamente se fundiram num só para, de acordo com a necessidade, um ajudar o outro, transpondo os limites geográficos de cada um. Vimos este exemplo na obra da estrada vicinal VC-311 – no Sol Nascente – quando três distritos se uniram para executar quase 1km de pavimentação”, avalia o diretor-geral do DER-DF, Fauzi Nacfur Junior.

FONTE: AGÊNCIA BRASÍLIA

eldogomes.com.br

Por @EldoGomes | Jornalista Multimídia e YouTuber.