Detran nas Cidades atendeu mais de 12 mil contribuintes entre julho e novembro de 2019

Expandir o trabalho da equipe fixa do Detran é o principal objetivo do projeto Detran nas Cidades, que equipou um ônibus para dar suporte presencial ao cidadão que deseja resolver suas pendências junto ao órgão. A eficiência da ideia é comprovada em números. No Shopping Popular (proximidades da antiga Rodoferroviária de Brasília), onde o grupo de trabalho está desde 25 de novembro, mais de 2,5 mil pessoas já resolveram suas obrigações burocráticas. Mais de 12 mil pessoas já foram atendidas desde julho, quando o serviço teve início.

O local já dispõe de um posto de atendimento do Detran, mas a lotação ocasionava filas de até duas horas de espera. De acordo com o assessor da Diretoria do Detran, Arísio Chagas Filho, o apoio do ônibus itinerante reduziu o tempo máximo de espera para 40 minutos.

“Em menos de 15 dias aqui nós já atendemos a 2,5 mil pessoas. Os resultados são muito positivos, e é por isso que, em 2020, os nossos planos são de aumentar o alcance desse projeto”, adianta Arísio.

A empresária, Aline Pereira, 37 anos, foi em busca do licenciamento do seu carro. “O atendimento é bem rapidinho e tranquilo. Eu acho que esse projeto deveria se expandir e ter mais ônibus espalhados por todas as cidades. A ideia é excelente”, sugeriu a moradora do Guará.

Cuidado especial

O ônibus do Detran nas Cidades também tem como prioridade o trabalho humanizado. Aqueles que têm dificuldade em subir as escadas do ônibus recebem atendimento especial dos servidores. A aposentada Arlete Mourão, 71 anos, e seu marido, Gilberto Mourão, 84, moradores do Lago Sul, são exemplos desse tratamento.

“Eu e meu marido não tivemos nem que subir no ônibus. Nós não temos muito conhecimento do mundo digital, então estávamos com algumas multas e seguro obrigatório do veículo atrasados. Como não sabemos tirar pela internet, a presteza desse serviço nos foi muito útil”, conta Arlete.

A equipe ficará no Shopping Popular até 30 de dezembro e retomará o trabalho no local em 15 de janeiro. Em 2020, o  cronograma com as próximas regiões administrativas a receber os serviços será definido após estudos sobre quais delas estão com mais pendências.

Balanço

Até agora o projeto já beneficiou 26 cidades: Guará, Ceilândia, Taguatinga, Águas Claras, Riacho Fundo I, Samambaia, Santa Maria, Riacho Fundo II, Recanto das Emas, Gama, Núcleo Bandeirante, Park Way, Candângolandia, Sia/Estrutural, São Sebastião, Jardim Botânico, Itapoã, Paranoá, Varjão, Lago Norte, Sobradinho I e II, Jardim Botânico, Vicente Pires, Cruzeiro e Lago Sul.

Nesses locais foram emitidos 7 mil documentos de licenciamento, mais de mais de mil comunicados de venda e 400 alterações de endereço, além da realização de consulta de débitos e emissão de boletos.

FONTE: AGÊNCIA BRASÍLIA

Sobre eldogomes.com.br 7240 Artigos
Por [email protected]EldoGomes | Jornalista e YouTuber.