É necessário viajar para fora para atingir a fluência num idioma? Saiba mais

Viajar é, indubitavelmente, a melhor forma de se aprender um idioma, não só pelo fato de que o estudante passa por experiências que nunca mais vai esquecer, mas pela própria dinâmica que o contato com a língua estabelece. Quem mora em outro país aprende a interagir à força com os nativos e precisa deixar de lado muitos de seus comportamentos a fim de se adaptar aos costumes locais. Tudo isso tem uma repercussão no aprendizado do idioma e aprender a língua pode ficar muito mais facilitado, uma vez que o contato com o idioma é constante.

Quem tem a chance de passar um tempo fora do Brasil absorve muito mais da cultura e isso faz com que o conteúdo aprendido seja absorvido mais rápido e esquecido mais dificilmente, já que a pessoa aprende a pensar no idioma e reagir de acordo com os costumes locais, fatores que ajudam o cérebro a fixar melhor as palavras e vinculá-las diretamente com a forma de comunicação dos locais.

acontecebrasilia.com2

Mas, esse é o único meio de tornar-se fluente num idioma?

A resposta não é nem sim, nem não. Como assim? Hoje, já existem plataformas como a Preply, por exemplo, que oferece aulas de inglês particular (Rio de janeiro) online, com professores vindos do mundo todo e sem a necessidade de gastar com deslocamento até a escola, visto que tudo é feito através do computador. O fato é que aprender um idioma envolve muito mais do que apenas a didática em si. Muita gente sai do Brasil e vai morar fora com o objetivo de voltar fluente no idioma e, um, dois ou até três anos mais tarde, ainda tem dificuldades ou ainda não atingiu a fluência. Isso pode se dar por falta de didática ou pela falta de envolvimento com a língua. Como já citamos acima, o envolvimento com a cultura local e a interação constante com nativos do país são fatores extremamente importantes para quem quer chegar à fluência.

Não adianta nada viajar para fora, se você não está verdadeiramente apto a ir além de seus limites e colocar a cara à tapa nas ruas, nos bares, nas escolas. Isso é que vai ajudá-lo a perder o medo de falar inglês e usar a língua como ferramenta para outros benefícios, como conhecer novos amigos, adquirir conhecimento histórico sobre uma cidade ou encontrar alguém que possa lhe ensinar inglês e em troca, aprender a língua portuguesa. Muita gente viaja para fora do país para passar por intercâmbios em escolas de idiomas, mas como não se dispõem ao envolvimento com a cultura, acabam tornando o aprendizado mais demorado.

Não é incomum encontrar gente que aprendeu um idioma em casa e fala melhor do que muita gente que já morou fora. E hoje, com a internet e as facilidades que a tecnologia nos trouxe, ter contato com o idioma e com os próprios nativos ficou muito mais fácil e barato, bastando força de vontade e uma dose de persistência. O ensino de línguas à distância (EAD), por exemplo, está fazendo sucesso no mundo todo e ajudando muita gente a atingir a fluência, com professores nativos de vários países e sem necessidade de deslocamento até uma escola de idiomas.

Publieditorial

Blog de Brasília | Blogueiro em Brasília | Blogs em Brasília | Digital Influencer em Brasília | Blog Eldo Gomes

Sobre eldogomes.com.br 7264 Artigos
Por @EldoGomes | Jornalista e YouTuber.