Estudantes brasileiros serão selecionados para conhecer roteiro cívico da capital

Foto Bruno Carvalho

Um roteiro cívico-pedagógico especialmente elaborado para oferecer uma rica experiência de aprendizagem cívica, histórica e cultural para os jovens.  Esse é o objetivo do programa “Brasília, Nossa Capital”, que começa nesta sexta-feira (22). A iniciativa será destinada aos alunos do ensino fundamental e médio e, na primeira fase do projeto, deverá atingir 200 estudantes da rede pública de ensino. O roteiro de Turismo Cívico Pedagógico utiliza como fio condutor os conteúdos interdisciplinares em torno de Brasília e a sua importância nos cenários social, político e histórico-cultural do país. No primeiro momento, irão participar estudantes de Planaltina, Paranoá, Gama e Recanto das Emas.

O programa é realizado pela Secretaria de Turismo em cooperação com a Secretaria de Educação do DF e promovido pela Viaja Brasília, do Grupo Voetur. “Esse trabalho é para que cada uma das nossas crianças e adolescentes conheçam a nossa cidade. Oportunizar essa experiência é uma realização incrível e desejamos que o Turismo Cívico cresça e que a população do Brasil e do mundo seja convidada e se interesse pela nossa cidade. Que a gente consiga despertar o sentimento de patriotismo e encantamento que só Brasília pode oferecer”, reforça Vanessa Mendonça, secretária de Turismo.

O roteiro tem duração de três dias e é orientado a estudantes de todas as escolas do Brasil. As atividades são conduzidas de forma participativa, lúdica e dinâmica por guias de turismo especializados, e contam com o apoio pedagógico dos professores que acompanham as turmas. Na primeira fase do projeto, os estudantes das redes públicas que irão participar foram selecionados por meio de um concurso de produção audiovisual que teve como tema “Como você apresentaria a sua região para um estudante que vem visitar a nossa Capital?” e terão direito a hotel, alimentação, transporte, além das visitas guiadas.

Três temas fundamentais dão base às visitações: a transferência da capital do Brasil e a sua construção no centro do país; a capital federal enquanto símbolo nacional da República Federativa do Brasil; e a cidade planejada, considerada obra prima do gênio criativo humano e Patrimônio Cultural Mundial pela Unesco.

Para Raquel Sá, subsecretária de Educação Básica da Secretaria de Educação, a iniciativa é fundamental para fortalecer a política de educação patrimonial. “Assim, possibilitamos aos estudantes de ensino fundamental e médio a apropriação do patrimônio cultural da cidade”. O projeto também é prioridade para Carlos Alberto de Sá, presidente da Voetur. Segundo ele, desenvolver o Turismo Cívico sempre foi um desejo. “Eu acredito nesse produto e acho que ele tem que estar à disposição para toda a população, especialmente dos estudantes”, pontua Carlos Alberto.

Os estudantes do DF que estão participando do projeto em 2019, além de ganharem um final de semana de turismo cívico na Capital, também irão concorrer ao prêmio de fotografia “Brasília, Nossa Capital”. A premiação ocorrerá dia 18/12, quando encerra o calendário letivo das escolas públicas do DF. Ao total serão selecionados 12 fotos que irão compor uma exposição nos 60 anos de Brasília.

FONTE; SETUR DF

eldogomes.com.br

Jornalista de Entretenimento e Streamer. @EldoGomes está sempre ao vivo no 🔴 YouTube.com/eldogomestv. Blogueiro há 11 anos sobre Turismo, Entretenimento e Política,