Estudo aponta Águas Claras como maior rentabilidade residencial e comercial no DF

eldogomes.com.br
Siga-me

No mês de junho, Águas Claras foi a região administrativa com maior destaque em rentabilidade residencial e comercial. É o que mostra o Boletim de Conjuntura Imobiliária, divulgado nesta terça-feira (21), pelo Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais (Secovi). Segundo o estudo, a cidade teve a maior rentabilidade do DF em todas as categorias: apartamento de 1 dormitório (0,48%); apartamento de 2 dormitórios (0,43%); apartamento de 3 dormitórios (0,42%) e quitinete (0,46%). Já no quesito comercial, Águas Claras registrou 0,62% de lucratividade em lojas e 0,61% em salas. Por outro lado, o Setor de Indústria registrou a menor rentabilidade para a categoria sala, com 0,31%.

O presidente do Secovi, Ovídio Maia, diz que Águas Claras é um mercado com vários benefícios tanto para investir quanto para morar. “São projetos grandes e excelentes, é uma cidade que se destaca por estar próxima ao Plano Piloto, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia. Também têm metrô que traz uma mobilidade enorme, além de ser uma localidade prazerosa e independente”, informa.

O presidente da entidade diz ainda que o consumidor enxerga muito bem esses pontos. Por esses motivos, a cidade é destaque por anos seguidos no quesito de lucro com aluguel e venda de imóveis. “Hoje, tem pessoas que saem do Plano para ir a Águas claras, que tem toda a infraestrutura, com quadras esportivas, salão de beleza, academia, piscina e mais”, informa o presidente da entidade.

O estudo do Secovi mostra que em junho deste ano a amostra total de imóveis disponibilizados para locação foi de 12.965, o que representa uma queda em relação ao total de imóveis do mês anterior, quando foram registrados 14.054 unidades ofertadas.

Fecomércio/DF

eldogomes.com.br

Jornalista de Entretenimento e Streamer. @EldoGomes está sempre ao vivo no 🔴 YouTube.com/eldogomestv. Blogueiro há 11 anos sobre Turismo, Entretenimento e Política,