Fechar às portas? Caiado pede lockdown por 14 dias

Governador afirmou que medida tem a intenção de conter o aumento do número de casos e mortes em todo o estado e solicitou ajuda de prefeitos.

Proposta é proibir as atividades por 14 dias e, depois, liberar pelo mesmo período. Pedido foi feito após a UFG divulgar novo estudo que estima um colapso hospitalar em julho.

O governador do estado de Goiás, Ronaldo Caiado, defendeu nesta segunda-feira, 29, que prefeitos de cidades no estado adotem um lockdown intermitente, no qual houvesse restrição de funcionamento.

Durante reunião com políticos e especialistas em saúde pela manhã, Caiado afirmou que todos os serviços que são de responsabilidade de sua gestão estarão fechados a partir desta terça, 30.

O governador afirmou que caso medidas de contenção não sejam tomadas, haverá problemas de diversas ordens na estrutura hospitalar de Goiás, como falta de leitos, medicamentos e especialistas para atentos.

O momento pede medidas duras. Os gestores precisam pegar firme, para que milhares de vidas sejam salvas.

Da Veja Online

eldogomes.com.br

Por @EldoGomes | Jornalista Multimídia e YouTuber.