Forças de segurança definem estratégias no réveillon da Esplanada e Prainha

Sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), as forças de segurança definiram as estratégias para atuação nos dois principais pontos das festividades de réveillon: a Praça dos Orixás, ou Prainha, e a Esplanada dos Ministérios.

Os eventos serão monitorados pelo Centro Integrado de Operações de Brasília – CIOB. O Centro reúne 20 órgãos, instituições e agências do Governo do Distrito Federal (GDF) voltadas para segurança, mobilidade, saúde, prestação de serviço púbico e fiscalização.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, delegado federal Anderson Torres, o serviço é importante para solução rápida de eventuais situações que possam surgir. “A estrutura do Centro é fundamental para proporcionar mais segurança à população. Em um único espaço, as instituições presentes têm mais capacidade de dar respostas em tempo hábil. Isso é colocar o interesse público em primeiro lugar”.

Os órgãos envolvidos na operação participaram de reuniões prévias, coordenadas pela Subsecretaria de Operações Integradas (SOPI), da SSP/DF. De acordo com o coordenador de eventos de atividades especiais, da SOPI, tenente coronel Cecílio Souza, as estratégias foram definidas de acordo com fatores como cooperação e integração das forças de segurança e demais órgãos de mobilidade e serviços públicos participantes.

“É preciso entender que cada instituição tem suas atribuições legais e ocupa um papel estratégico. Esse planejamento integrado só é possível por conta do comprometido com a missão e contribuição de cada instituição para construção do Planejamento Operacional Integrado (POI) ”.

Mil e duzentos policiais militares farão a segurança nos locais. Além do policiamento convencional, unidades especializadas, como Cavalaria, Rotam, Batalhão de Aviação Operacional (BavOp), Batalhão de Policiamento com Cães (BPCães) Regimento de Polícia Montada (Cavalaria), Patamo e Rotam, darão suporte durante a ação. O evento, que está sob a coordenação da Secretaria de Cultura, contratou segurança e brigadistas para atuarem nas festas.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atuará nas duas festas com 115 bombeiros. As 14 viaturas de busca e salvamento e combate a incêndio estarão posicionadas em pontos estratégicos para realização de possíveis atendimentos. Equipes formadas pelos militares estarão caminhando pelos locais durante os eventos para facilitar os atendimentos. Em caso de emergência, a orientação é acionar o 193.

O efetivo da 1ª e 5ª Delegacias de Polícias, que atendem a área central de Brasília, será reforçado. Também haverá reforço nos plantões da Coordenação de Repressão às Drogas (CORD), da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (CORPATRI) e da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (DECRIN). As delegacias da Criança e do Adolescente (DCA I e II) e Delegacia Especial de Atendimento da Mulher (DEAM) também funcionarão de forma ininterrupta.

Trânsito na Esplanada
A Esplanada dos Ministérios estará parcialmente interditada durante a festa de Réveillon. Os shows ocorrerão no canteiro central a partir das 17h.

A via S1 será bloqueada a partir da Catedral. Desta forma, as ligações entre as vias N1 e S1 estarão todas interditadas.  A via N1 ficará livre até a altura da L2 Norte, para onde os veículos serão direcionados. Os condutores poderão fazer o retorno mais próximo na L2 Norte e retornar à Esplanada.

O bloqueio destes pontos será necessário para que sejam realizadas linhas de revistas pela PMDF, procedimento importante para a segurança do público e do evento. Não será permitido entrar na festa, que estará protegido por grades, portando objetos perfurantes ou cortantes, garrafas, fogos de artifício, hastes para bandeiras, e qualquer outro material que possa causar ferimentos.

Será montada uma estrutura próxima do Museu da República – a Cidade Policial – que funcionará como ponto de apoio aos policiais militares.

O estacionamento entre os dois primeiros ministérios, em frente a via N1, será destinado para aplicativos e táxis. O público que chegar à festa com veículo próprio poderá utilizar os estacionamentos dos ministérios e anexos, da Rodoviária do Plano Piloto e do Teatro Nacional. Os estacionamentos públicos dos setores bancários sul e norte também são uma opção para os condutores.

O desbloqueio das vias está previsto para 3h, após a dispersão do público do evento.

Prainha
O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), em conjunto com Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF), fará operações de sinalização, controle, fiscalização e apoio à travessia de pedestres nas proximidades da Praça dos Orixás.

O acesso à L4 Sul, pela tesourinha da Costa e Silva, ficará fechado para a montagem da estrutura do evento e para assegurar a livre circulação de pedestres no local, a partir das 10h.

A partir das 14h, motoristas que saírem do Lago Sul em direção ao Plano Piloto poderão utilizar também a faixa central da ponte. Às 23h será feito o bloqueio da faixa da direita, no sentido Plano Piloto. A partir das 23h30, até 00h30, a ponte Costa e Silva será completamente interditada para a segurança de quem for à festa.

Os órgãos de trânsito orientam os condutores estacionar em locais permitidos. Equipes de fiscalização estarão no local para coibir estacionamento irregular ao longo das vias e no canteiro central.

FONTE: AGÊNCIA BRASÍLIA

eldogomes.com.br

Por @EldoGomes | Jornalista Multimídia e YouTuber.