7 coisas sobre a história de São Paulo, SP

Senta que vem história | SP

Conhecida como Sampa, para os íntimos. A capital do comércio é uma das cidades mais movimentadas e ao mesmo tempo populosas deste Brasil. São Paulo é cosmopolita e cheia de vida.

Vamos surfar na história de São Paulo/SP e comentar alguns detalhes? Confira

1 – POVOADO

A povoação de São Paulo de Piratininga teve início, em 25 de janeiro de 1554, com a construção de um colégio jesuíta, por 12 padres, , entre eles Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, no alto de uma colina escarpada, entre os rios Anhangabaú e Tamanduateí.

2 – O INTERIOR, QUE VIROU METRÓPOLES

São Paulo foi por muito tempo a única vila no interior do Brasil. Esse isolamento de São Paulo se dava principalmente porque era dificílimo subir a Serra do Mar, a pé, da vila de Santos e da vila de São Vicente para o planalto de Piratininga. Subida esta que era feita pelo caminho do padre José de Anchieta. Mem de Sá proibira o uso do Caminho do Piraiquê (hoje Piaçagüera), por ser, nele, freqüentes os ataques dos índios.

3 – INFLUÊNCIA DO CAFÉ

Outro fator do crescimento de São Paulo foi o crescimento da produção do café, inicialmente na região do Vale do Paraíba paulista, e depois nas regiões de Campinas, Rio Claro, São Carlos e Ribeirão Preto. De 1869 em diante, São Paulo passa a beneficiar-se de uma ferrovia que liga o interior da província de São Paulo ao porto de Santos, a Estrada de Ferro Santos-Jundiaí, chamada de A Inglesa.

4 – 25 DE FATO!

A data oficial reconhecida para a fundação da cidade de São Paulo é a da conversão de São Paulo, 25 de janeiro de 1554, quando foi rezada a primeira missa no local do colégio fundado pelos jesuítas Manoel da Nóbrega e José de Anchieta

5 – NOME, de Sampa

O nome São Paulo foi escolhido porque o dia da fundação do – colégio jesuíta – foi 25 de janeiro, dia no qual a Igreja Católica celebra a conversão do apóstolo Paulo de Tarso, conforme informa o padre José de Anchieta em carta. A história da capital mais badalada deste país vem com o crescimento da comunidade e da igreja.

6 – Um café, para o paulista!

Outro fator do crescimento de São Paulo foi o crescimento da produção do café, inicialmente na região do Vale do Paraíba paulista, e depois nas regiões de Campinas, Rio Claro, São Carlos e Ribeirão Preto. De 1869 em diante, São Paulo passa a beneficiar-se de uma ferrovia que liga o interior da província de São Paulo ao porto de Santos, a Estrada de Ferro Santos-Jundiaí, chamada de A Inglesa.

7 – São Paulo, de todas às nações

Na virada do século o imigrante constituía o grosso do operariado paulista. Em 1901 o Estado contava com cerca de 50 mil industriários. Menos de 10% eram brasileiros. A maioria absoluta era de italianos, seguidos de portugueses, espanhóis, alemães e poloneses, entre outros. Cada imigrante tinha um bom motivo para se aventurar nessa, então, terra desconhecida mas cheia de esperança.

Curtiu? Quer sugerir algo?
Vem pro Instagram @EldoGomes
Te vejo em São Paulo, SP

*Com informações da Wikipedia, da Biblioteca Virtual de São Paulo e Guia do Turista.net

eldogomes.com.br

Por @EldoGomes | Jornalista Multimídia e YouTuber.