ONU apoia projeto para diminuir violência contra jovens negros

eldogomes.com.br
Siga-me

O mês da Consciência Negra foi concluído na semanada passada (30) com o lançamento em Salvador (BA) do novo Plano Juventude Viva. O programa é a principal estratégia do Governo Federal para combater os riscos a que estão expostos os jovens afrodescendentes do Brasil. O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) participou do evento.

O mês da Consciência Negra foi concluído na semanada passada (30) com o lançamento em Salvador (BA) do novo Plano Juventude Viva. O programa é a principal estratégia do Governo Federal para combater os riscos a que estão expostos os jovens afrodescendentes do Brasil. Dos quase 60 mil homicídios que ocorrem anualmente no país, 54,1% têm por vítimas pessoas de 15 a 29 anos. Dessas, 71% são negros ou negras.

As estimativas são da mais recente edição do Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência, pesquisa da Secretaria Nacional de Juventude e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em parceria com a UNESCO. Segundo a publicação, as chances de um jovem afrodescendente ser assassinado são quase três vezes (2,7) maiores que as de um indivíduo branco na faixa etária dos 15 aos 29 anos.

O Plano Juventude Viva é uma resposta a essa realidade. Criado em 2012, o projeto foi desativado há cerca de três anos, mas retomado no atual governo. Durante a apresentação da nova estratégia, realizada na Casa Olodum, especialistas e gestores discutiram como o elevado número de homicídios entre a população negra está associado à discriminação racial na sociedade brasileira.

eldogomes.com.br

Jornalista especializado em novas mídias. Colunista de Turismo e Entretenimento. 👀 / corre pro Instagram @EldoGomes

https://www.youtube.com/watch?v=5miWhuUXvOM&t=49s