Preços médios das passagens aéreas caem até 23% em companhias de baixo custo

Smiling woman using mobile phone at the airport.

Há quase um ano, companhias aéreas de baixo custo operam no Brasil. De lá para cá, empresas como Sky Airlines e Norwegian Air passaram a operar no mercado nacional. O projeto delas é oferecer passagens mais baratas ao retirar serviços adjacentes ao transporte, como alimentação, bagagens despachadas ou marcação de assentos.

Segundo um estudo da plataforma de viagens Kayak, isso resultou em uma queda de até 23% nos preços médios das passagens nas rotas em que operam. Segundo a empresa, isso pode ser fruto da oferta dessas companhias e, também, pela readaptação das tradicionais, que já atuavam nas rotas em que as estreantes buscam novos consumidores.

Para o levantamento, três rotas foram levadas em conta: Rio de Janeiro – Santiago, com queda de 17% no valor; São Paulo – Santiago, também com 17% de diminuição; e Rio de Janeiro – Londres, que chegou a 23% de decréscimo.

Outro estudo publicado recentemente, este pela Sherlock Communications, aponta que, dos viajantes brasileiros, mais de 50% planejam suas viagens entre três e seis meses antes de embarcar. Cerca de um décimo dos viajantes no país, entretanto, afirmam não planejar suas férias – uma das menores taxas da América Latina, ao lado de México e Colômbia. Na Argentina, essa taxa chega a quase 25% dos consumidores.

FONTE: MEIO & MENSAGEM

eldogomes.com.br

Por @EldoGomes | Jornalista Multimídia e YouTuber.