Presidente do BRB deixa claro sobre privatização do Banco em Brasília

Paulo Henrique Costa reuniu investidores, imprensa e gestores em coletiva

“Com lucro de R$ 95,3 milhões,
privatizar não é
uma possibilidade neste momento”,

Esclarece Paulo Henrique Costa, presidente do BRB

Com o crescimento significativo do Banco de Brasília – BRB, que ultrapassou a margem de 70%, Paulo Henrique Costa

No segundo trimestre de 2019, o lucro líquido do banco foi de R$ 95,3 milhões, um crescimento de 69,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Nos seis primeiros meses do ano, a evolução foi de 18,9% em relação ao primeiro semestre de 2018 e o lucro chegou a R$ 160,9 milhões.

A carteira de crédito chegou a R$ 9,6 bilhões e apresentou crescimento de 5,2% em 12 meses. O principal destaque foi o crédito consignado, cujo saldo alcançou R$ 5,2 bilhões com evolução de 14,1% em 12 meses.

No primeiro semestre, foram contratados cerca de R$ 1,9 bilhão em operações de crédito, um crescimento de 73,5% comparado ao mesmo período de 2018. Somente no segundo trimestre, o montante contratado foi de R$ 1,2 bilhão, um avanço de 143,9%. 

“O BRB ampliou o relacionamento com seus clientes e aumentou seu impacto no desenvolvimento econômico”, disse Paulo Henrique Costa. 

? Instagram Stories
Nos destaques do @EldoGomes,
tem um ícone #BRB
acesse e veja a cobertura em vídeo

Da redação
Por Eldo Gomes e Kelly Brasil
Atualizado 02h47 am

eldogomes.com.br

Jornalista de Entretenimento e Streamer. @EldoGomes está sempre ao vivo no 🔴 YouTube.com/eldogomestv. Blogueiro há 11 anos sobre Turismo, Entretenimento e Política,