Presidente do BRB, Paulo Henrique, explica os detalhes do Avança DF em Brasília

O reequilíbrio financeiro de pessoas físicas e jurídicas impactadas pela pandemia é o objetivo do novo programa do Banco de Brasília (BRB), o Avança DF. Lançada nesta segunda-feira (14) no Palácio do Buriti, a iniciativa traz condições especiais de crédito e prazo, com a expectativa de movimentar R$ 5 bilhões. Nos próximos dias, será lançado um novo programa que tem como foco os servidores superendividados – público atualmente estimado em 21 mil pessoas.

Para o governador Ibaneis Rocha, que sugeriu a criação do programa, a iniciativa se faz necessária após dois anos de dificuldades econômicas para a população em decorrência da pandemia. “Tivemos dois anos de muitas dificuldades, mas sempre estivemos ao lado dos empresários e dos servidores. Então, pedi ao BRB que criasse um novo programa, com melhores condições para a gente tirar esse atraso que a pandemia nos causou. Brasília tem um elo muito grande entre servidores e empresários. Sai hoje um pacote voltado às pessoas físicas e jurídicas e, na quarta (16), lançaremos um pacote para os servidores, principalmente os superendividados. Temos que ter um olhar muito especial para essa turma toda para girar a economia do DF”, afirma.

No auge da pandemia, o BRB lançou outros dois programas: Supera-DF, em 2020, e Acredita-DF, no ano passado. Juntos, eles movimentaram R$ 8,2 bilhões e beneficiaram mais de 156 mil clientes pessoas físicas e jurídicas. Agora, o banco volta com ações para aquecer a economia. “As pessoas precisam de recursos para organizar as finanças, afetadas pela pandemia. O Avança DF traz a redução de taxas de juros e mudança no prazo das operações financeiras para as pessoas organizarem suas vidas”, explica o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

As informações sobre o programa estão disponíveis neste link.

Fotos: Renato Alves/Agência Brasília

@EldoGomes

▶️ Jornalista | Podcaster | You7tuber | Acompanhe no Instagram @EldoGomes | comercial@eldogomes.com.br