Túnel de Taguatinga é uma das grandes obras de Ibaneis Rocha em Brasília DF

As estruturas metálicas, que servem de apoio para as vigas e lajes do Túnel de Taguatinga, estão sendo montadas. As escoras – chamadas de cimbramento e que sustentam o peso do concreto, a movimentação de operários e os equipamentos – são provisórias e representam mais uma etapa da obra, que custa R$ 275,7 milhões e gera 1,7 mil empregos. Os serviços, que estão 40% executados, vão beneficiar 137 mil motoristas, desafogando o trânsito da região.

Segundo um dos engenheiros responsáveis pela obra, Bruno Almeida, a nova fase deve durar de sete a oito meses. “É uma etapa extremamente importante para o andamento da obra. As estruturas metálicas são fundamentais para a construção das vigas e lajes do túnel”, ressalta. “Primeiro estamos fazendo o rebaixamento de dois a três metros. Depois, vamos colocar o rachão [espécie de concreto] e o cimbramento”, explica.

Após a construção das vigas e lajes, a estrutura é retirada e os operários começam a escavação do túnel. “Depois iniciamos os trabalhos para a construção e a concretagem da laje de fundo e a pavimentação para que a estrutura seja liberada e a gente finalize a execução da obra”, informa o engenheiro Bruno Almeida.

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

@EldoGomes

▶️ Jornalista | Podcaster | You7tuber | Acompanhe no Instagram @EldoGomes | comercial@eldogomes.com.br