Veja as atitudes do Japão para conter o Coronavírus

Da China, o coronavírus logo se instalou no Japão. Porém, o número de infectados divulgado pelo governo japonês indica que a disseminação ocorre em ritmo mais lento em comparação ao verificado em muitos dos 117 países e territórios onde a Organização Mundial de Saúde (OMS) já registrou infectados.

Qual é então a estratégia adotada pelo Japão para combater o novo vírus?

Até a noite desta sexta-feira (13 de março), eram 711 casos confirmados e 21 mortes, ou seja, uma taxa de mortalidade de 2,9%. Embora inferior à atual média mundial de 3,9%, a letalidade é superior à taxa de 0,8% da Coreia do Sul.

O país vizinho possui o quarto maior número de infectados testados (atrás da China, Itália e Irã), porém o saldo de mortos (66) é três vezes maior do que o do Japão.

A discrepância nos números revelam estratégias diferentes de cada país para lidar com um mesmo problema.

Enquanto os coreanos adotaram a campanha de testes em massa (com mais de 222 mil amostras até 11 de março), o Japão tem sido mais seletivo. Até o dia 13, o teste de reação em cadeia da polimerase (PCR) tinha sido realizado por 10.205 pessoas.

“O Japão testa pessoas com sintomas de pneumonia e encaminha casos graves para o hospital. Os que apresentarem sintomas leves são orientados a se recuperarem em casa”, explica o infectologista Sachio Miura, da Faculdade de Medicina da Universidade de Nagasaki. Segundo o médico, essa estratégia ajuda a evitar uma corrida aos hospitais, o que poderia levar à superlotação de pacientes ambulatoriais não infectados e com sintomas leves da doença, além de transformar as salas de espera em “criadouros”.

Da BBC Brasil

eldogomes.com.br

Jornalista de Entretenimento e Streamer. @EldoGomes está sempre ao vivo no 🔴 YouTube.com/eldogomestv. Blogueiro há 11 anos sobre Turismo, Entretenimento e Política,