WhatsApp se recusa a liberar dados

A Justiça Federal de Londrina (PR) determinou o bloqueio de R$ 19,5 milhões das contas bancárias do Facebook, responsável pelo aplicativo WhatsApp, por falta de cooperação com as investigações da Operação Quijarro, deflagrada pela Polícia Federal nessa quarta-feira, 29. A decisão reflete a multa aplicada em virtude do descumprimento de resolução anterior, que previa a divulgação de mensagens trocadas por traficantes usando o serviço.

egundo informações do G1, o valor foi acumulado durante os últimos cinco meses. A cada notificação quinzenal a quantia foi triplicada e alcançou o montante em 24 de junho, quando a sentença foi despachada. A determinação não envolve a suspensão de serviços para os usuários e o Facebook informou que não vai comentar o caso.

“Hoje em dia, os criminosos só conversam por mensagens eletrônicas. O pedido, que é o mesmo da interceptação telefônica, é garantido pela Legislação Brasileira. A recusa da empresa em cumprir a ordem judicial atrapalhou tudo. Sem acesso às mensagens do aplicativo, não conseguimos descobrir o núcleo comprador da droga na Espanha e no Brasil, e também não conseguimos apreender mais cargas e revelar outros membros da organização”, afirmou o delegado Elvis Secco, responsável pela operação, em contato com o portal de notícias da Globo.

A operação ocorreu simultaneamente em três estados – São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul – e cumpriu 12 mandados de prisão preventiva, 17 de busca e apreensão em imóveis, 43 de busca e apreensão de veículos e 7 de condução coercitiva. A intenção é deter integrantes de uma organização criminosa especializada no tráfico de drogas.

eldogomes.com.br

Jornalista de Entretenimento e Streamer. @EldoGomes está sempre ao vivo no 🔴 YouTube.com/eldogomestv. Blogueiro há 11 anos sobre Turismo, Entretenimento e Política,