Como fazer o teste de HIV em Brasília e onde buscar tratamento

Dezembro é o mês dedicado para lembrar a importância da prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos de pessoas que vivem com HIV/Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis.

No Distrito Federal, 13 mil pacientes fazem tratamento na rede pública, sendo que, em 2021, foram registrados 590 novos casos de HIV, 179 novos casos de Aids e 76 óbitos, números que reforçam a importância do Dezembro Vermelho.

O teste rápido para diagnóstico de HIV/Aids pode ser feito nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e também no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), na Rodoviária.

Já os locais de tratamento são as policlínicas do Lago Sul, Ceilândia, Taguatinga, Paranoá e Gama; Hospitais de Base e de Santa Maria, Ceilândia e Sobradinho; Hospital Universitário de Brasília e também no Centro Especializado em Doenças Infecciosas (Cedin), antigo Hospital Dia.

O tratamento adequado, e no momento oportuno, tem possibilitado que 92% dos pacientes com HIV/Aids em tratamento no DF estejam atualmente com carga viral indetectável, reduzindo a chance de desenvolverem infecções oportunistas ou até mesmo de transmitirem para outra pessoa.

Foto: Lucio Bernardo Jr/Agência Brasília

@EldoGomes

▶️ Jornalista | Podcaster | You7tuber | Acompanhe no Instagram @EldoGomes | comercial@eldogomes.com.br