Em Goiás, Luziânia completará 275 anos

Luziânia é considerada uma das cidades mais antigas do estado de Goiás e a com mais idade na região do Entorno do Distrito Federal, considerada cidade mãe, por dar origem a Valparaíso de Goiás, Cidade Ocidental, Novo Gama e Santo Antônio do Descoberto. Luziânia foi fundada em 1746 e estabelecido o seu aniversário em 13 de dezembro. Recebeu o nome inicialmente de Santa Luzia, em homenagem a sua padroeira. A atividade de mineração na região foi uma das primeiras descobertas, foi a partir daí que iniciou a ser povoada em meados do século XVIII. No ano de 1833 passou da categoria de arraial à vila, e logo mais em 1867 foi considerada cidade, recebendo o nome de Luziânia.

A transferência da capital federal do Rio de Janeiro para o Planalto Central também foi bastante importante, pela ótica de desenvolvimento do município, incluindo o crescimento populacional.  O então presidente da República, Juscelino Kubitschek, também teve suas raízes na cidade goiana, sendo proprietário de uma fazenda em Luziânia, a conhecida Fazendinha JK, que conserva relíquias e patrimônio histórico, como uma casa e capela projetada por Oscar Niemeyer.

Em pleno século XXI, Luziânia ocupa o posto do quinto município mais populoso e a 5º maior economia do estado de Goiás. Sua área total chega a 3.961,099km de extensão, tendo a população estimada no ano de 2019 em 208 299 habitantes, de acordo com dados do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos. A atividade econômica predominante são os empreendimentos agroindustriais (com produção de feijão, soja e milho), compradores de grão da região que se destacam na comercialização com o mercado externo.

O Distrito Federal tem uma importância fundamental, devido sua proximidade, cerca de 30 mil habitantes de Luziânia se deslocam-se, diariamente para o DF com o objetivo de realizar tarefas educacionais (seja ensino tradicional, superior ou técnico) e em busca de trabalho. Esse número representa 16,3% da população que realizam esse movimento e faz com que a cidade goiana seja uma região “dormitória”.

O presidente da Câmara Municipal de Luziânia, vereador Carlos da Liga, parabeniza essa cidade que desde sua fundação é cidade-mãe, dando origem a dezenas de bairros que somam e transformam na sua eterna Santa Luzia e gerou muitos avanços para os municípios vizinhos, gerando emprego, renda e desenvolvimento social. Sua beleza está espalhada nas ruas tradicionais com os famosos casarões.  “Residindo há quase 30 anos em Luziânia, sou muito grato por essa cidade poder gerar muitos frutos. O povo luzianiense é carismático, acolhedor   e trabalhador. Parabéns Luziânia pelo seu aniversário, que possa se desenvolver cada vez mais”.

7 coisas para fazer em Luziania/GO

O luzianiense tem alguns atrativos turísticos, são eles:
1. Igreja Nossa Senhora do Rosário,
2. casarões da Rua do Rosário,
3. Morro da Canastra,
4. Palácio das Andorinhas,
5. Cachoeira de Saia Velha,
6. Serra dos Angicos,
7. Canal do Rio Corumbá e Lago da usina Corumbá IV.

Foto/Texto: Graciliano Candido

@EldoGomes

▶️ Jornalista | Podcaster | You7tuber | Acompanhe no Instagram @EldoGomes | comercial@eldogomes.com.br