LinkedIn que implementar Stories corporativo

Nem parece, mas faz menos de quatro anos que o Instagram anunciou ao mundo o Stories, seção “criada” para combater o então nascente fenômeno do Snapchat. O recurso não apenas superou em pouco tempo o rival como se tornou no principal atrativo da plataforma, um resultado que o Facebook aos poucos interpretou como permissão para espelhá-lo em seu ecossistema de produtos – incluindo o WhatsApp e o próprio Facebook.

A companhia de Mark Zuckerberg não é a única de olho no sucesso do Stories, porém, e o melhor exemplo talvez seja o LinkedIn, que agora considera implementar um recurso similar em sua própria rede social. A empresa confirmou em seu blog oficial na última quarta-feira (26) que está testando uma nova ferramenta que copia sem dó o funcionamento do Snapchat. O objetivo? Experimentar um “novo formato de conversas” no mundo dos negócios.

Na publicação, o gerente de produtos da companhia Pete Davies escreve que a ferramenta oferece uma “maneira leve e divertida de compartilhar uma atualização sem que esta precise ser perfeita ou atribuída permanentemente ao seu perfil”, uma característica que cai como uma luva à rede social em seu esforço de “conhecer seus membros onde suas vozes se encontram”. A questão, claro, é saber se esta casualidade existe na rigidez do mundo profissional, o qual o executivo defende como possível nos intervalos em salas de descanso de escritórios ou mesas de café, além de uma possível função para a exibição de “momentos importantes de eventos de trabalho”.

Embora os Stories do LinkedIn no momento estejam sendo testados internamente, a plataforma declara que deve conduzir experimentos com usuários em algum momento dos próximos meses. O procedimento é o mesmo da ferramenta de lives, outro esforço recente da empresa para se livrar da reputação rígida e flexibilizar sua imagem de “rede social do trabalho”.

Do B9

@EldoGomes

🏳️‍🌈Apresentador e 🎙YouTuber | 📺 Comentarista de #BBB21, 🎮Gamer e Repórter de 🗺Turismo | comercial@eldogomes.com.br