CLDF: Serviço itinerante de coleta de sangue vai virar lei em Brasília

Em sessão extraordinária remota, nesta quinta-feira (17), o plenário da Câmara Legislativa derrubou o veto do governador Ibaneis Rocha ao projeto de lei que institui o serviço itinerante de coleta de sangue no Distrito Federal. O PL nº 436/2019, do deputado João Cardoso (Avante), estabelece o uso de veículos automotores adaptados, com profissionais e equipamentos adequados à coleta. O serviço, segundo o texto, deve funcionar de forma programada, podendo atender a chamadas de empresas públicas e privadas, órgãos públicos, entre outros.

“O Hemocentro está com o banco de sangue em déficit; e o projeto vai facilitar as doações, porque as pessoas não precisarão se deslocar”, afirmou o autor da proposta após a derrubada do veto. “Sou doador de sangue e lembro que, quando jovem, em Sobradinho, existia esse sistema. Espero que o governo implemente o quanto antes, de forma segura”, completou João Cardoso.

Única a votar pela manutenção do veto, a deputada Arlete Sampaio (PT), que é da área da saúde, justificou seu posicionamento diferenciando coleta itinerante de descentralizada e dizendo ser contra a CLDF “se meter na administração de um órgão que está fazendo as coisas certas”.

Denise Caputo / CLDF

eldogomes.com.br

Jornalista de Entretenimento e Streamer. @EldoGomes está sempre ao vivo no 🔴 YouTube.com/eldogomestv. Blogueiro há 11 anos sobre Turismo, Entretenimento e Política,