Em Brasília, Câmara Legislativa aprova indicações para diretoria do BRB

eldogomes.com.br
Siga-me

Em audiência pública remota, na tarde desta terça-feira (25), a Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF) da Câmara Legislativa aprovou, por unanimidade, a indicação de Alexsandra Camelo Braga como diretora-presidente da BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A (DTVM) e de Carlos Antônio Vieira Fernandes para o cargo de diretor-presidente da BRB Crédito Financeiro e Investimentos S.A. A aprovação final dos nomes, indicados pelo governador Ibaneis Rocha será decidida em plenário. A sabatina durou mais de duas horas e foi transmitida pela TV Web.

Após falar sobre sua formação e experiência profissional, Alexsandra Braga destacou a necessidade de “mudar a matriz econômica do DF”, dependente dos servidores públicos, com atração de investimentos privados, que possam gerar empregos e renda, reduzir a desigualdade e, consequentemente, aumentar a arrecadação. Entre outros pontos, ela destacou a política adotada pelo BRB de investimento em compliance, governança e novas tecnologias. “Comprometo-me a cumprir com os desafios a mim atribuídos com igual entusiasmo e com a mesma conduta que sempre demostrei ao dedicar-me aos mais de 17 anos de atuação no sistema financeiro, e utilizar minha experiência e liderança de equipes para construir uma DTVM sólida, íntegra e rentável a fim de gerar valor ao acionista e a toda sociedade do DF”, afirmou Braga.

Carlos Fernandes ressaltou a estratégia de ampliação nacional no que se refere a linhas de crédito e o papel social do BRB. “Por sermos um banco público, certamente a sociedade ganha com esta gestão da forma como está sendo conduzida, porque os frutos disso são distribuídos pela sociedade”. Em reposta à deputada Julia Lucy (Novo) sobre a atuação dele como secretário-executivo em dois ministérios no Governo Dilma, Fernandes frisou que sua contribuição sempre foi técnica e que nunca foi filiado a qualquer partido político. “A minha dedicação não está vocacionada apenas na minha experiência, mas sim no que eu vejo de tão positivo e profícuo que está sendo construído nesta instituição”, ressaltou.

Perfis técnicos

No parecer, o presidente da CEOF, Agaciel Maia (PL), destacou o perfil técnico dos novos diretores que, segundo ele, possuem “experiência substancial em funções estratégicas complexas em instituições financeiras e profundo conhecimento das operações de banco e mercado de capitais, bem como experiência em liderança de equipe e em ambientes complexos de negócios e regulatórios, com histórico que incorpora uma forte cultura de gestão de risco e estabelecimento de relacionamento e comunicação eficaz interna e externa”.

eldogomes.com.br

Jornalista especializado em novas mídias. Colunista de Turismo e Entretenimento. 👀 / corre pro Instagram @EldoGomes