SECTI DF destina 10 milhões para telemedicina e Covid19 em Brasília

Parceria entre SECTI, FAP/DF e Fiocruz Brasília destina R$ 10 milhões no combate à Covid-19

Para reduzir filas nas consultas em tempos de Covid-19, foi assinado nesta terça (5), no Salão Nobre do Palácio do Buriti, convênio de cooperação técnica e científica entre a secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP/DF) e a Fiocruz. Serão destinados R$ 10 milhões em projetos de saúde digital para diagnóstico e tratamento de Covid-19. O destaque é a implementação do serviço de telemedicina para atender a população do DF.

A secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação indica que Distrito Federal será a primeira Unidade da Federação do país a fazer uso da telemedicina. Será uma ferramenta de fácil acesso. O governador Ibaneis Rocha quer que os tele-médicos ajudem a desafogar as filas de atendimentos na rede de saúde pública. É um projeto que vai revolucionar o modo de atendimento no sistema.

A expectativa é que os tele-médicos comecem a atender dentro de três semanas, por meio de um aplicativo criado pelas secretarias de Saúde, Ciência e Tecnologia e a Fio Cruz, que foi nomeada como laboratório de referência pela Organização Mundial de Saúde para a Covid-19 nas Américas.

A parceria pretende ajudar também no desenvolvimento de pesquisas tecnológicas de enfrentamento de doenças infectocontagiosas. O que deve acontecer por meio da criação de uma rede cooperativa de ciência e tecnologia de saúde digital.

Comunicação Secti 98332.1047

@EldoGomes

🏳️‍🌈Apresentador e 🎙YouTuber | 📺 Comentarista de #BBB21, 🎮Gamer e Repórter de 🗺Turismo | comercial@eldogomes.com.br