Nova safra de uvas da Vinícola Garibaldi para 2022

A vindima chegou ao fim na Cooperativa Vinícola Garibaldi após 68 dias de trabalho intenso. Os associados entregaram as últimas cargas de uva, especialmente tintas de variedades viníferas, destinadas à elaboração de vinhos finos e brancas aromáticas que darão origem ao melhor espumante do Cone Sul, o Espumante Garibaldi Moscatel, no dia 18 de março, encerrando oficialmente o recebimento da fruta.
 

Com o fim da longa colheita, a Cooperativa Vinícola Garibaldi contabilizou a entrada de 26,2 milhões de quilos. O montante representa redução de quase 15% em relação à vindima passada. Ainda que tenha ficado abaixo da maior safra da última década – cuja produção foi de 30,8 milhões de quilos –, a colheita em 2022 se manteve acima da média regular dos últimos 5 anos, que na cooperativa ficou na casa dos 22 milhões de quilos.

A estiagem, um temor inicial na pré-safra por conta da expectativa de grande quebra, acabou prejudicando apenas áreas localizadas de cultivo, determinando redução menor do que a projetada. Se a seca foi prejudicial para as plantações em terrenos onde a videira tinha uma raiz mais superficial, ela teve efeito contrário nas demais lavouras, sendo benéfica para a maturação do fruto. “Colhemos uvas de excelente qualidade”, vibra o enólogo-chefe da vinícola, Ricardo Morari.

Foto: Augusto Tomasi
Texto: Exata Comunicação

@EldoGomes

▶️ Jornalista | Podcaster | You7tuber | Acompanhe no Instagram @EldoGomes | comercial@eldogomes.com.br